Como calcular o custo-benefício de um BPO Financeiro

17/05/2023
BPO financeiro

Existem diversas ferramentas disponíveis para ajudar os empresários a monitorar a saúde de seus negócios, mas nem sempre essa abordagem é suficiente, e a terceirização de processos através do Business Process Outsourcing, o BPO Financeiro, aparece como a solução encontrada. 

Continue lendo para conhecer os custos-benefícios de optar por essa ferramenta para avaliar se é benéfica para o seu negócio.

Para que serve o BPO Financeiro?

O BPO Financeiro é uma solução encontrada para a terceirização da gestão financeira de uma empresa, trazendo vantagens relevantes que vão desde o aumento da receita até a diferenciação do mercado. 

Em outras palavras, o BPO Financeiro é um serviço de alto valor que pode impulsionar o crescimento do negócio por meio da atuação do escritório contábil e expandir horizontes de um negócio, seja na área varejista, industrial ou mesmo se você for um prestador de serviços

Como calcular o custo-benefício dessa ferramenta?

Para calcular o custo-benefício de um BPO Financeiro, você precisa avaliar vários fatores que afetam tanto o custo quanto o benefício do serviço. Aqui estão algumas etapas que podem ajudá-lo a realizar essa análise:

  1. Identifique seus custos atuais: antes de considerar um BPO financeiro, você precisa ter uma compreensão clara dos custos que já está incorrendo para realizar os processos financeiros internamente. Isso inclui salários, benefícios, treinamentos, ferramentas e tecnologias.

  2. Avalie o custo: alguns pontos que devem ser considerados são: tarifas mensais, taxas de transação, treinamento, integração de sistemas e suporte. Além disso, você deve considerar quaisquer custos adicionais associados à transição de seus processos financeiros para o BPO.

  3. Considere a qualidade do serviço: seu maior benefício é  poder oferecer um alto nível de qualidade de serviço. Considere se o BPO tem um histórico comprovado de qualidade em seu serviço. Isso pode incluir informações sobre a precisão de seus registros financeiros, bem como sua capacidade de lidar com processos financeiros complexos.

  4. Análise de escalabilidade: se sua empresa está crescendo rapidamente, é importante considerar a escalabilidade do BPO financeiro. Certifique-se de que o BPO pode lidar com o aumento de transações e fluxo de informações.

  5. Calcule o retorno sobre o investimento (ROI): para calcular o ROI, você deve subtrair o custo total do serviço do BPO financeiro do custo atual do processo financeiro interno. Em seguida, divida esse número pelo custo total do serviço do BPO financeiro. Isso lhe dará uma ideia de quanto economia e eficiência você pode esperar do BPO financeiro.

  6. Considere a variabilidade: o custo-benefício pode variar de empresa para empresa, dependendo de sua situação e necessidades específicas. Portanto, é importante analisar cuidadosamente cada fator antes de tomar uma decisão.

Se você quer uma consultoria especializada para avaliar a viabilidade desse benefício para seu negócio, ou quer conhecer os planos que temos para esse serviço, acesse o site da FINUBE para uma assistência qualificada.

Leave a Comment
Assine nossa newsletter:

    BPO_Financeiro

    Send this to a friend